16 novembro 2011

Resenha - Frankenstein de Mary Shelley

Postado por Renato Nascimento às 07:30
Reações: 
Título: Frankenstein
❖ Autor(a): Mary Shelley
❖ Editora: Scipione
❖ Número de Páginas: 104
❖ ISBN: 8526220381
 Onde Comprar
Submarino (Várias versões)
Avaliação Final: 10/10

F R A N K E N S T E I N

    Victor Frankenstein, estudante de Ciências Naturais, decide "brincar de Deus" e dar vida á uma criatura. Sim, ele consegue, e sua criatura acaba se tornando um verdadeiro monstro.


     Não achei uma sinopse do livro, então escrevi essa aí em cima. Frankenstein se tornou um nome tão popular que as pessoas o usam como sinônimo de "monstro". O nome do "monstro" do livro nem é esse!
     Eu nunca havia lido esse clássico, e então, bateu a curiosidade e eu peguei na biblioteca pra ler e só tinha essa adaptação e esperava uma história de horror, drama e totalmente assustadora. Bem, o livro não é nada disso.
     O livro começa com Victor Frankenstein sendo resgatado do gelo por um barco que ia até o Polo Norte. Então, dentro do navio, Victor fica muito amigo do capitão, e decide lhe contar o que faz naquele lugar e o que está procurando. E aí temos o início do livro. Eu simplesmente não consigo considerar "Frankenstein" como um livro de horror! Não há horror! Não há terror! É a uma grande lição de vida! O livro nos faz perguntar: "Quem é o verdadeiro Monstro da história?" e ainda por cima mostra como a sociedade julga pela aparência e é cruel com aqueles que não atendem os padrões.
     Essa é a história da criatura de Victor: alguém que foi criado e abandonado, aprendeu a viver sozinho mas não pode usufruir da vida que possuí pelo simples fato de ser horroroso. Na maior parte do livro, fiquei com pena dele (do monstro) e realmente entendi porquê ele virou um assassino. O livro também nos mostra como a vingança não leva a nada, e vai nos consumindo lentamente, até chegarmos à beira da loucura, e cometer atos de loucura pensando na infelicidade do outro, mostra o verdadeiro ser humano! "Frankenstein" tornou-se um dos meus livros favoritos, pelo simples fato de mostrar a realidade através de uma história de horror.
     Mary Shelley conseguiu deixar uma mensagem tão sútil e impactante entre as linhas, sem deixá-la interferir na história e nem citá-la em nenhum momento do livro. Você tira suas conclusões e o entende da maneira que quiser, mas sempre de um modo muito intenso! Mais do que recomendo esse livro!


1 comentários:

Lia on 20 de novembro de 2011 18:14 disse...

Omg! Estou para ler essa história, pois tenho uma coletânea onde tem, num único livro, Frankenstein, O Médico e o Monstro, e Drácula.
Não fazia ideia de qual era o verdadeiro enredo (ou mensagem) desse clássico! Gostei muito da sua resenha!
Fiquei mais ansiosa ainda para ler o livro!
beijão!

Postar um comentário

 

Marco do Percurso Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Modificado por Renato Nascimento