09 novembro 2011

Resenha - O Coração de Salatiel de Kézia Lôbo

Postado por Renato Nascimento às 07:30
Reações: 

Título: O Coração de Salatiel
 Autor(a): Kézia Lôbo
 Editora: Dracaena
 Número de Páginas: 264
 ISBN: 9788564469136
 Onde Comprar
Dracaena (R$29,90) e Saraiva (R$34,90)
 Avaliação Final: 7,5/10

    O    C O R A Ç Ã O    D E    S A L A T I E L 


    Lenora está completando seu 18º aniversario, e está ansiosa para receber o misterioso presente que sua mãe lhe deixou antes de morrer. Além disso, ela tem ouvido boatos que Malghalad, o rei que governa Galahar, está destruindo a todos os que se rebelam contra ele e que possuem ou praticam qualquer espécie de magia. E que junto com o Feiticeiro Negro procura por um colar lendário perdido. A notícia a perturba, pois ela esconde um segredo: Lenora é uma Elemental do ar, a única que conseguiu sobreviver desde que Malghalad começou a matar os elementais. Porém sua vida muda quando recebe o tão esperado presente e descobre que é um magnífico colar mágico que os antepassados acreditavam serem lendas, chamado: O Coração de Salatiel, que foi forjado pelo Ser Mágico mais poderoso do início das eras. Agora ela terá que correr para salvar a sua vida. E com a ajuda de um mago cego, um guerreiro fracassado e um príncipe fugitivo, irá enfrentar fugas arriscadas para encontrar a resistência, conhecerá o deslumbrante mundo dos Seres Mágicos, descobrirá o valor do perdão, da amizade e do amor, e terá que enfrentar a maior responsabilidade de todas: salvar o povo de Galahar antes que tudo o que conhece seja destruído.

      Começaremos essa resenha super-sincera pelo estilo de escrita da autora e sua narrativa. Foi muito difícil se acostumar com o jeito em que ela narra toda a históra - ás vezes parecia faltar concordância - e não há muitos detalhes. E, se você vai começar a lê-lo, imagine que você está em uma conversa com a autora e ela está lhe contando a história, fica mais fácil de aceitar a escrita. Um ponto positivo neste livro é a rapidez com que a autora consegue fazer as coisas acontecerem, sem enrolação. Os grandes ápices do livro são esclarecidos antes do Gran Finale. Por outro lado, o livro é uma sucessão de previsões - não há surpresa alguma nos fatos - e isso tornou o livro um pouco "sem graça", por assim dizer.
      Agora, falaremos da história, da idéia, chame como for. Para alguns, pode parecer meio clichê, mas eu gosto de definir como clássico. Magos, reis, o bem, o mal, poderes, cavalos e inimigos. Sim, o livro tem tudo isso e ainda sim consegue ser um pouco original, por introduzir criaturas novas, como os Krakes, os Enteais e os Seres Mágicos Porém, como disse anteriormente, é tudo previsível e você não se surpreende com o rumo que ela toma e o ponto que chega.
      Não, eu não odiei o livro, mas também não posso dizer que se tornou meu favorito. A idéia é realmente maravilhosa, e faz bem meu tipo: magia, lutas entre o bem e o mal. Mas, assim como em "Para Sempre" o estilo da escritora acaba tornando o livro chato. Em nenhum momento pensei em abandonar a leitura. Pelo contrário, queria terminar o quanto antes. Este fato me intriga muito: como um livro totalmente previsível consegue te prender tanto? Eu realmente não entendi isso, mas mesmo que eu soubesse tudo o que estava para acontecer queria terminar o livro logo! Não era desespero para me livrar da leitura, mas sim uma espécie de força que me atraía para o livro. Não, eu não sou louco, e nesse ponto, parabenizo muito a Kézia.
      Não posso terminar essa resenha sem dizer algo sobre a capa e a diagramação. A capa do livro é simplesmente perfeita e mostra em uma única imagem, tudo o que Lenora passou durante o livro. Não mudaria nada. A diagramação foi um caso sério nesse livro. Pra quem não sabe, ganhei ele em uma promoção. Durante todo o livro, vi vários erros de diagramação e até de digitação. Lembro-me claramente de que estava escrito "dobre" em vez de "sobre" em um diálogo, e que no começo do capítulo XII, repetiram o mesmo parágrafo duas vezes. Isso me decepcionou muito, e em breve estarei encaminhando um e-mail para a Dracaena para informar o problema, assim ele não se repete em outros livros. 

6 comentários:

Raphaela on 10 de novembro de 2011 17:14 disse...

Renatíssimo,

eu adorei a sua resenha e a sua sinceridade nela, o modo como abordou, e a sua propria maneira de comentar e a sua preocupação quando leu os erros.

Creio que se todas as resenha que eu lessem fossem tao sinceras quanto as suas, as qualidade dos blogs seriam muito melhor.

Beijokas! :*

Raphaela
Equalize da Leitura
@EqualizeLeitura

Bárbara Lua on 1 de dezembro de 2011 18:51 disse...

Eu não estava muito interessada em ler esse livro, mas depois da sua resenha, mesmo com as críticas negativas, fiquei com vontade!! :)
Parabéns, resenha MUITO bem feita.

Beijos

Valber Assis on 2 de dezembro de 2011 13:18 disse...

Gostei muito da resenha, por apontar com sinceridade os erros e o que não gostou no livro. Parabéns pelo blog.

Abraços.

www.revistaouro.blogspot.com

@junior _melo on 2 de dezembro de 2011 16:35 disse...

Eu estava interessado em ler esse livro, mas depois da sua resenha, vou deixar outros passarem na frente. Não desisti da leitura, só estou adiando.

http://pequenasleituras.tumblr.com
Junior Melo

Kézia Lôbo on 8 de dezembro de 2011 14:28 disse...

Vlw a sinceridade \o!!!! Gostei demais da sua resenha, quanto aos erros, ja estou vendo isso com editora, vamos fazer uma nova revisão ( e deixo aqui, que a culpa não foi da editora, e sim da minha revisora).... XD

Ricardo Biazotto on 21 de dezembro de 2011 23:41 disse...

Sem duvidas a sua sinceridade é o melhor de toda a resenha, e acredito que com ela, muitos não irão se decepcionar quando tiverem a oportunidade de ler, como eu. Parabéns pela resenha e claro, pelo blog.

Abraços
Ricardo (www.overshock.blogspot.com)

Postar um comentário

 

Marco do Percurso Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Modificado por Renato Nascimento